compost_in_garden

À medida que cada vez mais pessoas se tornam ambientalmente conscientes, uma das formas mais fáceis de reduzir a sua pegada de carbono é começar uma horta ecológica. Não só pode fornecer produtos frescos para a sua família, como também ajuda a reduzir os resíduos e incentiva a biodiversidade. Um dos componentes essenciais de uma horta ecológica é o composto. O composto é um corretor de solo rico em nutrientes que pode ser feito a partir de resíduos orgânicos, como restos de cozinha e aparas de jardim. Neste artigo, vamos falar sobre como fazer o seu próprio composto para a sua horta ecológica.

O que é o composto?

Antes de nos debruçarmos sobre as especificidades da produção de composto, é essencial compreender o que é o composto e porque é que é essencial para um jardim ecológico. O composto é um material orgânico rico em nutrientes que é criado através do processo natural de decomposição. É constituído por uma mistura de materiais ricos em carbono, como folhas e ramos, e materiais ricos em azoto, como restos de cozinha e aparas de relva. O processo de decomposição é efectuado por microrganismos, como bactérias e fungos, que decompõem a matéria orgânica numa alteração rica e escura do solo, cheia de nutrientes.

Os benefícios da compostagem

A compostagem tem muitas vantagens, tanto para o seu jardim como para o ambiente. Eis apenas alguns deles:

  • Reduz os resíduos: A compostagem desvia os resíduos orgânicos dos aterros, onde de outra forma produziriam gás metano, um potente gás com efeito de estufa.
  • Melhora a qualidade do solo: O composto melhora a textura e a estrutura do solo, facilitando a penetração das raízes das plantas e a absorção de água e nutrientes.
  • Adiciona nutrientes: O composto está cheio de nutrientes, incluindo nitrogénio, fósforo e potássio, que são essenciais para o crescimento das plantas.
  • Favorece a biodiversidade: O composto ajuda a criar um solo saudável repleto de microrganismos benéficos, que são essenciais para um ecossistema saudável.
  • Poupa dinheiro: Ao fazer o seu próprio composto, pode poupar dinheiro em fertilizantes e correctivos do solo.

O que é necessário para fazer composto

Fazer composto é fácil e requer apenas algumas ferramentas e materiais simples:

  • Um contentor de compostagem: Pode ser um caixote comprado numa loja ou um caixote de bricolage feito de madeira ou rede metálica.
  • Materiais orgânicos: Inclui restos de cozinha, resíduos de jardim e outros materiais orgânicos, como borras de café e cascas de ovo.
  • Água: A compostagem requer humidade para ajudar os microorganismos a decompor a matéria orgânica.
  • Uma forquilha ou uma pá: É utilizada para revirar o composto e arejá-lo.

Como fazer adubo

Agora que já sabe o que é o composto e o que precisa para o fazer, eis os passos para fazer o seu próprio composto:

Passo 1: Escolher um contentor de compostagem

O primeiro passo para fazer composto é escolher um contentor de composto. Este pode ser um caixote comprado numa loja ou um caixote de bricolage feito de madeira ou rede metálica. O contentor deve ter pelo menos 1 metro de largura e 1 metro de altura para permitir o arejamento e a decomposição adequados.

Passo 2: Adicionar materiais orgânicos

O passo seguinte é adicionar materiais orgânicos ao contentor. Isto inclui restos de cozinha, resíduos de jardim e outros materiais orgânicos, como borras de café e cascas de ovo. É importante manter um equilíbrio entre os materiais ricos em carbono e os ricos em azoto. O objetivo é manter um rácio de 3 partes de carbono para 1 parte de azoto. Os materiais ricos em carbono incluem folhas, palha e lascas de madeira, enquanto os materiais ricos em azoto incluem restos de cozinha, aparas de relva e estrume.

Passo 3: Humedecer a pilha

A compostagem requer humidade para ajudar os microorganismos a decompor a matéria orgânica. Adicione água ao monte até que este fique húmido, mas não encharcado. Uma boa regra geral é tentar obter a consistência de uma esponja espremida.

Passo 4: Virar o composto

De vez em quando, utilize uma forquilha ou uma pá para revolver o monte de composto. Isto ajuda a arejar a pilha e a distribuir o material orgânico, permitindo que este se decomponha mais uniformemente. O composto deve aquecer à medida que os microorganismos trabalham para decompor a matéria orgânica. Um termómetro de composto pode ser usado para monitorizar a temperatura da pilha, que deve estar entre 130 e 150 graus Fahrenheit.

Passo 5: Colher o composto

Após vários meses, o composto deve estar escuro e quebradiço, sem pedaços reconhecíveis de material orgânico. Nesta altura, está pronto para ser colhido. Basta retirar o composto do fundo da pilha e utilizá-lo no seu jardim.

Dicas para uma compostagem bem sucedida

Aqui ficam algumas dicas para o ajudar a fazer o melhor composto possível:

  • Manter um equilíbrio entre materiais ricos em carbono e materiais ricos em azoto.
  • Cortar pedaços maiores de matéria orgânica para acelerar o processo de decomposição.
  • Mantenha o composto húmido, mas não encharcado.
  • Vire a pilha de composto de poucas em poucas semanas para a arejar e distribuir o material orgânico.
  • Evite adicionar carne, lacticínios e gorduras ao monte de composto, uma vez que estes podem atrair pragas e abrandar o processo de decomposição.

Conclusão

A compostagem é um componente essencial de um jardim ecológico. É fácil fazer o seu próprio composto utilizando algumas ferramentas e materiais simples. Ao desviar os resíduos orgânicos dos aterros e ao criar um solo rico em nutrientes para o seu jardim, a compostagem é vantajosa tanto para si como para o ambiente.

FAQs

  1. Posso fazer compostagem de carne e lacticínios? Não, é melhor evitar adicionar carne, lacticínios e gorduras ao monte de composto, uma vez que estes podem atrair pragas e abrandar o processo de decomposição.
  2. Quanto tempo é que demora a fazer composto? Normalmente, são necessários vários meses para fazer composto, dependendo dos materiais utilizados e das condições da pilha de composto.
  3. Posso utilizar composto em vasos de plantas? Sim, o composto pode ser utilizado em vasos de plantas para fornecer nutrientes e melhorar a qualidade do solo.
  4. Preciso de adicionar algo ao meu monte de composto? Não, não precisa de adicionar nada à sua pilha de composto. Os microorganismos que decompõem a matéria orgânica já estão presentes no ambiente.
  5. Posso fazer compostagem de dejectos de animais de estimação? É melhor evitar a compostagem de resíduos de animais de estimação, uma vez que estes podem conter agentes patogénicos nocivos que podem contaminar o solo.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de correio eletrónico não será publicado. Os campos obrigatórios estão assinalados *